em Artigos

A Assespro Nacional decidiu, nas ultimas reuniões do conselho de administração, assumir a posição de defesa do desenvolvimento do software nacional, como uma atividade de pesquisa e desenvolvimento.

Este pleito foi encaminhado para o Ministério da Indústria e Comércio com o objetivo de fazer parte da PDC – Política de Desenvolvimento Competitivo, que vai substituir a atual PDP – Política de Desenvolvimento Produtivo, a ser lançada em breve, e que vai nortear as principais ações do governo para os próximos anos.

A adoção deste entendimento fomentará o crescimento da indústria do conhecimento brasileira, gerando um potencial gigantesco de empresas inovadoras e especialistas em diferentes setores da economia nacional, com ênfase para os setores onde o Brasil necessita urgentemente de melhoria de produtividade, eficácia nos processos e, principalmente, quebras de paradigmas para cumprir compromissos de uma nação desenvolvida. 

O desenvolvimento de software é um exercício total de inovação. A sua implantação implica em mudanças significativas no comportamento do cidadão e da empresa. Para chegar lá, as empresas desenvolvedoras precisam investir na aquisição de conhecimento em novas tecnologias, bem como, gerar conhecimento no assunto que será alvo do projeto. Este é um processo contínuo, de melhorias sucessivas, correndo riscos de quem não tem certeza sobre o sucesso do resultado final.

Entendemos que a TI brasileira está madura o suficiente para ajudar o Brasil a entrar no seleto grupo de países que possuem o capital intelectual necessário para a formação de uma indústria do conhecimento pujante.

 

Fonte: Assespro