em Notícias

Na semana passada foi lançada a versão 1.30 do BXBwebsite, que traz como novidades:

1- Relatórios, gráficos e gauges podem ter o respectivo cubo substituído por outro cubo de características iguais ou semelhantes.
De grande utilidade para quem possui cubos separados para diferentes empresas ou unidades de negócio dentro da mesma base de dados e quer utilizar o mesmo formato de relatório para essas diferentes empresas ou unidades de negócio. Neste caso, basta configurar o relatório apenas uma única vez e depois simplesmente substituir o cubo que suporta o relatório e regravar o relatório com outro nome (sem precisar refazer a configuração do relatório para cada empresa ou unidade de negócio). O mesmo vale para gráficos e gauges.

2- Análise recursiva (drill down) de gráficos e gauges no dashboard agora pode ser visualizada através de planilha, onde o usuário configura as colunas desejadas.
Até a última versão (1.22), o BXBdashboard permitia drill down apenas em forma de gráficos, limitando a exposição de várias dimensões em uma tela. A implementação da versão 1.30 permite que, ao invés de gráfico, o usuário opte pela visualização do resultado do drill em forma de planilha, podendo expandir (detalhar) várias dimensões e, igualmente, mostrar várias métricas na mesma planilha.

3- O 1º módulo a ser acessado após o login agora é configurável por usuário.
Com isso, após o login, o usuário pode selecionar com qual módulo quer iniciar o BXBwebsuite, se com o BXBdashboard (padrão para os que o possuem contratado), se com o BXBreports ou ainda outro módulo que venha a utilizar no futuro.

4- Além do MySQL, SQLServer também passa a ser opção para repositório de dados.
Caso o cliente ou o parceiro esteja mais habituado com tecnologia Microsoft e prefira um ambiente tecnológico homogêneo, passa a ter a opção de ter os cubos armazenados em SGBD SQL Server.
Clientes e parceiros com estas ferramentas contratadas, podem obter a lista completa das melhorias e fazer a atualização do software via portal www.bxbsoft.com.br (área restrita). Quem ainda não usa e quer conhecê-las, pode acessar os sites www.bxbdashboard.com e www.bxbreports.com, onde encontrará acesso a versões experimentais do software.

Leia Também: Por que Visitar a BITS 2014